Ilhas Virgens

by Emilio José

/
  • Streaming + Download

    Includes high-quality download in MP3, FLAC and more. Paying supporters also get unlimited streaming via the free Bandcamp app.

      name your price

     

1.
28:08
2.
28:09

credits

released June 27, 2016

Escrito, gravado e interpretado por Emilio José
entre março e junho de 202 016

contém citações de
Historia de Ribadavia y sus alrededores
Castelao, a U.P.G. e outras memorias
Contre la domestication
Grundrisse
a Bíblia


ސަންގީތ
202 016
não copyright

tags

tags: pop Quins

license

all rights reserved

about

Emilio José Quins, Spain

Fã de Hawaii Five-0, Germaine Tailleferre, Tsai Ming-liang, Diane di Prima, Giacomo Puccini, Shabazz Palaces e Frére Dupont.

contact / help

Contact Emilio José

Streaming and
Download help

Track Name: felicidade
felicidade
não tem limite
na minha aldeia
minha aldeia
já não existe

baixa rio
sai o sol
como qualquer dia
não se detém o mundo
porque alguém não viva
como antes
de chegar o instagram às nossas vidas
num estado medievalizante
longe das nações ricas
do
mundo ocidental
ninguém
vai sentir a falta

sulca Magalhães
as águas de Fenosa
não há linha de data
no mundo das empresas
toyotistas

eu vou no cavalo
de Pedro Madruga
por onde não há
caminhos nem ruas
eu vou destruir
o Giro d'Italia
entrar em Canossa
da mão do Antipapa
Caja Madrid
não era um
monte di pietà

Passai a Társis
clamai, moradores da ilha
porque o trabalhador
perde meio dia
ele chega tarde
sai cedo
ele dorme uma longa sesta
eu ordeno
o seguinte horário
a partir das 5:00
1/2 hora café da manhã,
1 1/2 jantar e sesta,
1/2 hora para a refeição do meio-dia,
e trabalhar até entre 19:00 e 20:00
No inverno nada, nada
de sesta durante o dia
mas os lucros
serão consagrados ao senhor
não serão nem armazenados
nem entesourados

servirão
pra alimentar abundantemente
e pra vestir condignamente
aqueles que habitam
na presença do
senhor

é
velho, escuta
a nossa aldeia
já pertence
ao google street view

o que não vale nada
jamais se pode vender
jamais se pode vender
porque ninguém sabe
o que tem
de pagar

A nova economia
age sem pessoas
trabalha sem trabalho
se move sem mover-se

pra que comer?
pra que viver?
pra que votar?
pra que matar-se?

eu ardo no sonho
estou numa cova
ou é na Meca
de noite
há neve
mas não neva
um barco a américa
verão em praia américa
Zidane
penalty
o árbitro é inconstitucional
posso fazer-me
testemunha de Jeová


gente, gente
gente, gente, gente
gente, gente
viver é um passatempo burguês
gente, gente...

trai no cesto laranjas
fruta irreal
onde as Antilhas se peinam
antes de Cristovão

peixe, peixe
nadar é um passatempo burguês

gente, gente...
sou um passatempo burguês

unidos podemos
eu vou me inscrever na capital da província
pra me integrar na cidadania
eu vou me por às ordens de Julio Anguita
seguir a Agamenão
me fazer hoplita


o que a gente quer é
sanidade
educação
boas estradas
boa roupa
futebol na televisão
martini
cerveja
azeitona

eu prometo tudo isso
eu represento isso tudo

marijuana legal
internet ilimitado

vai chegar tudo
estou trazendo tudo
com esforço
com trabalho

temos um grão país
somos uma imensa nação

ao meu sinal
um, dois, três



vai lá, vai lá, vai lá
aonde foram os príncipes samaritanos

um líder deve pensar no futuro

Além disso, todos os casamentos dentro da comunidade são primeiro aprovados por um geneticista no Hospital Tel HaShomer, a fim de evitar a propagação de doenças genéticas. Em encontros realizados por agências internacionais de casamento, um pequeno número de ucranianas foram recentemente autorizadas a se casar com a comunidade em um esforço para expandir o fundo genético

eu não quero ter direito a um futuro distinto
eu rejeito o meu direito a ter um futuro

antigo reino, nova província
a primeira vez
que ouvi
alguém
dizer
que Khatami nos salvaria
foi numa assembleia
de Syriza

O software é da esquerda
o hardware da direita
isto é sempre igual
isto nunca muda
seja militar
seja Catalunha


vão atopar a Terra
como Ziclague em chamas
em Polonnaruwa
um pássaro a cantar
céu
eu guardo a distância
mas o vento zoa
Heilongjiang,
Heilongjiang,
Heilongjiang

onde ponho a semente
não há jeito de fugir do califado
ninguém pode traspassar a realidade
Galiza Ceive nunca vai vir


mil milhões
de produto
não se rompem
de qualquer jeito
máxime ante a dificuldade
de salvar as correntes
do Avia
e do Minho,
que não sei se os passavam então por barcas ou pontes ou vaus
Camatte
oh
Camatte
atravessando a comarca mais sorridente e fermosa da província,
há de dar saída aos bens,
aos bens, aos bens
e fomentar o tráfego dos 74.000 habitantes que compõem os dois partidos

Mas isto era pressupor
que o capital não seria capaz de se tornar verdadeiramente autónomo,
que não poderia escapar
das limitações da base social e económica em que se construiu:
a lei do valor, a troca de capital e força de trabalho,
o equivalente rigoroso geral (ouro), e assim por diante

verão
em Loucía
a sonhar com uma nação
em paz
de que servem
as ideias
se não tens o capital


Olduvai
magic leap
um robô
a falar
com testigos
do berço da humanidade
antiga
da natureza
faz uma pausa
abre o seu facebook
entra no twitter
compra comida
não tem problemas
identitários

lá vêm os bandeirantes
com a máquina de cal
se não há gps
a selva não existe
a selva não existe

matei um falangista numa festa
o mundo segue a ser o mesmo
mudar pra que?

as gerações nunca fogem da raça
as gerações nunca fogem da raça
a rapaziada fica presa pelos pés
a juventude não constrói o seu mundo

eu pego o trem
mas vou a onde
eu pego o AVE
e não voa

cadê o amor
cadê os amigos
cadê meus pais
cadê meus filhos
tudo quanto quero
fica inalcançável
era noutro tempo
fica inalcançável
que é
não sei
que é
Track Name: mãe
Se todos os alcaides são uns mamões
é pela posição
que ocupam entre nós
e nós quem somos nós?
ninguém do grupo Nós
imagens na parede
vida popular
e logo estamos nós
criando conteúdo
somos multimédia
organizações
fazemos tudo
pela nossa terra
pela nossa gente

melhor cair
num monte de estrume
do que seguir
aos nossos patriotas
do lugar que queiras
do país que escolhas
do Brasil à Quénia
de Alhariz a Fiji

sempre Ana Kiro a cantar
cavou na população
a tumba de uma nação

eu não guardo
memórias de Iosif
é Castelao
é Castelao

visitamos
duas repúblicas
Ucrânia
Azerbaijão

em geral
deu-me a sensação
de que me atopava
num mitin
numa aldeia
galega
uma tarde
em Leningrado

os palácios
que levantaram
os sindicatos
soviéticos
são um
verdadeiro assombro
eu e Virxinia
alojamo-nos num
verdadeiramente magnífico

denantes de comer
há que dançar um pouco
o baile é
um agradável exercício
que se faz baixo a direção
dum atleta bailarim
o qual
sinala as figuras de baile
que hão de repetir
todos ao mesmo tempo
este baile é quase sempre cómico
e a gente quando marcha para a sala de jantar
vai rindo, vai rindo, vai rindo
pelos corredores
com grande otimismo

onde não há felicidade
dá-vo-la Stalin num instante
onde não há felicidade
dá-vo-la Owen Jones
onde não há felicidade
onde não há felicidade


que me importa compreender
os mistérios do poder
sempre ganha o pp
sempre ganha o pp
onde pensas descobrir
um atalho florestal
ele vai te conduzir
às vantagens de viver
numa Europa livre
posso protestar
posso ser trilíngue

parabéns por um alcaide que não vos rouba
parabéns porque a polícia chegou na hora
parabéns por ter emprego e lavadora
sou feliz olhando aos nenos entrar na escola
arredor
dum mundo podre
está tudo podre
que fácil é
ganhar uns poucos euros
e sentir que tudo foi feito assim
para nós
foi feito assim
enquanto
nossos pais ansiavam
começar as férias

vou entrar em booking
e comprá-lo tudo
em Sanischare
em Dubuduram
em Idomeni


uma aldeia vista ao longe
é uma pedra no sapato
novo mundo rico
garante nosso alimento
defende nossa fazenda
a felicidade
não nasce da nada
não cai de umas árvores
não vem como o vento
aprende a viver
como os teus vizinhos
aprende a desfrutar
da abundância
névoa útil
impressão 3D
exocórtex
carro voador


nasce em Sevilha
Felipe González
morre em Suresnes
Felipe González
todos unidos
felizes González
todos Felipe
felizes González
quando Lutero
cravou a sua fé
na porta da corrupção
não fez outra coisa
que o que as CUP fazem hoje
uma injeção de capital
na empresa,
na empresa

A Xunta representa
a vontade maioritária
do sentir popular
galego
a população é soberana
Se acha muito adiantado o completo desbravamento e nivelação do troço mais difícil da estrada, a saber, a légua que há entre Riba de Avia e Melão, cuja obra está contratada e ficará quase terminada no presente ano: no dia está-se a trabalhar à vez em três pontos de dita linha. Executaram-se desmontes de pedra de 18 pés de elevação e construído muralhões de bastante elevação

eu não gosto das aldeias
eu nasci num obelisco
aturdiram-me
no domino's pizza

a polícia em serramoura
é igual do que a polícia e hawai 5.0
trabalham pelo Estado
e como é que Ana Pontón vai mostrar nada
vai conseguir nada
vai nos trazer
uma outra liberdade
uma outra liberdade
no campo e na cidade
no mundo tal como é

uma outra liberdade
uma outra liberdade
transnacional


Bem-vindos
ao mundo
do caixote de areia
de realidade aumentada
eu não sou ministro de ciência e tecnologia
eu não me chamo José Luis Cordeiro
eu moro no Aralkum

Não há lenha pra queimar
todos os ídolos da RAG
o momento já passou há muito atrás
antes da internet
olha
que aconteceu
com as grandes palmeiras de Rapa Nui
as grandes fortunas
surgem quando a exploração floresce
qual é seu valor
fora do mundo
que sabe Montoro
que sabe Montoro?
um peixe
que vai comer?
peixes, peixes
peixes


canções, canções
eu sei que o mundo não é mais uma canção
a meia tarde passa um velho pela rua
não há mais gente, fica só
onde há carteiro
a noite nunca chega
os velhos nunca morrem
onde há correio
vão cobrar
o ibi
o ibi
o ibi
qualquer sinal
é suficiente
pra justificar uma partida nova
na Deputação de Ourense

quando alguém inspeciona o universo
faça-se tudo do meu jeito
é
Tristão da Cunha carrejando um mamute
até o fim
da Europa unida
por deus


um aço de vida
não serve pra nada
a força precisa
não é a que temos
buscar outro sítio
fundar uma aldeia
abrir um caminho
chimpar-se a esse rio
onde há muitos peixes
nadar como tolos
voltar ao princípio
voltar ao princípio




ilhas virgens
não existem
este mundo
não tem mãe